7 de outubro de 2009

Quem semeia ventos... apanha a roupa lá em baixo



Ora pois é exactamente sobre esta verdade incompreendida que vos quero falar.
Esta noite apercebi-me da universalidade desta afirmação.
Lisboa esteve submetida a uma espécie de tempestade. Digo espécie, porque não sei bem se lhe posso atribuir esse adjectivo, na medida em que, como raramente presenciamos na capital, este tipo de fenómenos, somos forçados a achar que cada vez que chove com mais força, estamos perante uma tempestade sem precedentes. Quem paga a factura? A roupa. Não há dona de casa que não rogue pragas ao mau tempo, porque têm, tinham ou estavam a contar ter roupa estendida na corda, e agora lembra-se de chover, e lá começa a correria do sofá para a cozinha, a fim de apressadamente ir colher as peças de roupa, por vezes já encharcadas, que os imprestáveis dos outros (homens), que vivem em casa, foram incapazes de recolher.
COntas feitas, 22 peúgas, 4 boxers, 5 cuequinhas de fio dental, 3 panos de cozinha, 1 lençol de banho, e.. porra, caíu uma camisola de carapuço do miguel e 2 tops da joana lá abaixo...
pASSAM A VIDA A ROGAR PARA QUE ESTEJA SEMPRE SOL, a chuva e o vento não gostam nada que falem mal deles pelas costas e depois, toma lá disto, vai apanhar a puta da roupa ao estendal da vizinha e isso é se tiveres sorte e não tiveres de ir ao R/C, e depois lavá-la novamente, por isso, cuidadinho com o que dizem por aí a respeito das condições climatéricas por vezes menos agradáveis, nunca se sabe o que vos pode acontecer ao estendal, com estes terroristas climatéricos e suicidas dos estendais todo o cuidado é pouco.

4 comentários:

Nônô disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nônô disse...

Tu fizeste MESMO um post sobre o tempo?! lol

(Não te respondi à sms pq não tenho dinheiro, mas não me senti assim, pq disseste isso? E sim, happy like never before! =D)

**

Rita disse...

Posso-te pedir para escreveres? É que, gosto de te ler e vir cá todos os dias e não ter nada desanima!

Martish disse...

obrigado, foi um optimo elogio.. motivou-me...